sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Peças...

Bastante desafiador, difícil se com muitas peças, menos difícil se com números menores e emocionante a cada peça encaixada, podendo-se tonar mais fácil após alguns encaixes, frágil, necessitado de muito cuidado, possuidor de vários tamanhos e formas, de diferentes resistência entre suas peças, podendo com o passar do tempo, após inúmeros encaixes e desencaixes que suas peças comecem a sofrer pequenos ou grandes desgastes, se não possuir cuidados. Há possibilidades de reformas, fazendo com que fique melhor, igual ou talvez menos bem acabado como no início. Se o necessário for somente o encaixe para que fique como um todo “perfeito” não há necessidade de um belo acabamento, mas se a importância for manter a originalidade, esforço para a “perfeição” que será mais o necessário.
 Peças também podem ser perdidas ou até deixadas de lado se necessário, além do mais quem poderia querer insistir em utilizar uma peça que não se encaixa em seu quebra cabeça? Há esperança de um dia conseguirem ser reformadas, reformuladas ou reestruturadas, como preferirem, de uma maneira mais sutil ou mais rígida, de uma forma mais formal ou informal, mas se não possível podem ser substituídas por outras com materiais melhores ou simplesmente de um inferior, porém da mesma forma, tamanho, objetivo e necessidade.
Muitas das substituídas podem ser jogadas fora, muitas simplesmente esquecidas e outras em pequenos números podem receber o prestígio de serem eternamente lembradas, guardadas, fazerem parte da história de nosso quebra cabeça. Se possível que um dia todas as peças sejam recolocadas em seus respectivos lugares, ou simplesmente em locais alternativos para assim se formar novamente um belo e lindo quebra cabeça só que desta vez mais completo, mais estruturado, com mais peças, mas desta vez mais fácil, por sabermos exatamente como uma pode-se encaixar nas outras. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário